Colonoscopia contribui para prevenção e diagnóstico de câncer

Indicada geralmente para pessoas com idade a partir de 50 anos, a colonoscopia é uma importante aliada para prevenção e diagnóstico de doenças como câncer de intestino, cólon ou reto – sua realização pode aumentar as chances de cura em até 50%. No entanto, embora as técnicas tenham evoluído nos últimos anos, a preparação requisitada para o exame ainda gera dúvidas em algumas pessoas, que temem a possibilidade de desconforto e outros efeitos colaterais.

Segundo o gestor do Serviço de Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo do Hospital Mãe de Deus, Dr. Guilherme Pesce, a principal reclamação dos pacientes refere-se à necessidade de preparo do intestino. Esta etapa do processo implica o uso de medicações laxativas para eliminar resíduos e possibilitar a avaliação adequada da mucosa intestinal. “O preparo evoluiu nos últimos anos, diminuindo os dias necessários de jejum e com novas opções de medicações. É importante haver uma discussão entre paciente e médico assistente para determinar o melhor esquema de preparo, de acordo com cada caso”.

 

Tire suas dúvidas

– O que é este exame e como é realizado?

A colonoscopia é o exame endoscópico do intestino grosso. Depois de leve sedação realizada por um anestesista, o interior do cólon é acessado através de um tubo flexível introduzido pelo ânus. Para isso, o cólon deve estar limpo de fezes e resíduos alimentares, o que exige um preparo prévio que consiste em uma dieta que antecede o exame, bem como no uso de laxativos. O aparelho é introduzido lentamente, suave e de maneira progressiva no interior do cólon, permitindo o exame cuidadoso da mucosa, que é o revestimento interno do intestino;

– Há indicação para algum grupo de risco ou perfil de paciente?

As indicações mais frequentes são: investigação de sintomas e rastreamento do câncer colorretal. Na primeira situação, a colonoscopia é indicada pelo médico para investigação de determinados sintomas, tais como alteração de hábito intestinal e dor abdominal. Uma das queixas mais importantes para indicação de uma colonoscopia é o sangramento anal. Na segunda situação, o exame é realizado para detecção de uma eventual lesão em um indivíduo que não tem nenhuma queixa, o que chamamos de rastreamento;

– Quais são as principais doenças que podem ser diagnosticadas através destes exames? Eles ajudam no diagnóstico precoce?

Câncer do intestino grosso e do reto, pólipos colorretais e doenças inflamatórias intestinais são doenças mais frequentes que podem ser diagnosticadas através da colonoscopia. É amplamente reconhecida como o método mais eficaz de rastreamento do câncer colorretal, de acordo com as principais sociedades científicas de Coloproctologia;

– Como o paciente deve proceder para realizar estes exames? É necessário falar com seu médico antes?

O paciente deve consultar o médico antes de realizar uma colonoscopia. Durante a consulta, o médico realiza a indicação do exame e fornece as principais orientações;

 

Hábitos saudáveis

Além de realizar a colonoscopia, é importante a adoção de hábitos de vida saudáveis para a prevenção do câncer de intestino, cólon ou reto, como boa alimentação e prática de atividades físicas. De acordo com Dr. Guilherme Pesce, recomenda-se uma dieta balanceada e variada, rica em fibras (frutas, verduras, legumes e cereais). O médico  também orienta a ingestão de 1,5 a 2,0 litros de água por dia (quanto maior o peso corporal, maior a necessidade de ingesta hídrica). Outras indicações incluem não fumar, evitar o consumo regular de bebidas alcoólicas e o controle da obesidade a fim de contribuir na prevenção do câncer colorretal.

Fonte: Mãe de Deus

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Nossa equipe de atendimento está aqui para lhe atender!
WeCreativez WhatsApp Support
Atendimento Para Consultas
AGENDE UMA CONSULTA
Longe
WeCreativez WhatsApp Support
Atendimento Para Exames
AGENDE UM EXAME
Longe